Piggy Gold

Robson Braga de Andrade recebe presidente da Bulgária

Apesar de o Brasil ser o principal parceiro comercial da Bulgária na América Latina, búlgaros representam apenas 0,02% do comércio mundial brasileiro

"Estamos num contexto econômico desafiador e precisamos aprofundar as relações brasileiras com outros países" - Robson Braga de Andrade (à dir.), ao lado do presidente búlgaro

O Brasil é o principal parceiro comercial da Bulgária na América Latina. Apesar disso, os búlgaros representam apenas 0,02% do comércio mundial brasileiro. No esforço de ampliar essa participação, o presidente do país europeu, Rosen Plevneliev, se encontrou com o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, nesta terça-feira (2), em Brasília. 

"Estamos num contexto econômico desafiador e precisamos aprofundar as relações brasileiras com outros países. No caso da Bulgária, podemos ampliar nossas exportações para além do segmento de minério, que hoje predomina a pauta”, explicou Robson Braga de Andrade. 

Rosen Plevneliev estava acompanhado de sua equipe econômica e de 20 grandes empresários do país para conhecer melhor o ambiente de negócios brasileiro e apresentar os resultados do ajuste fiscal pelo qual passou a economia búlgara. De 2012 para 2015, a inflação caiu de 2,4% para -0,1%, o desemprego passou de 12% para 9% e as contas públicas - que eram deficitárias em 0,6% do PIB - passou a ser superavitária em 2,1%. “A Bulgária é uma ilha de estabilidade com crescimento de 3% ao ano”, garantiu o presidente búlgaro. O país conta com pouco menos de oito milhões de habitantes. 

Relacionadas

Leia mais

Faturamento da indústria acumula queda de 5,9% no primeiro semestre, informa CNI
Jogos Olímpicos têm R$ 1,1 bilhão em oportunidades de negócios até o final do ano
Incertezas dificultam a recuperação da economia brasileira

Comentários

Piggy Gold Mapa do site