Piggy Gold

SENAI inaugura Instituto de Tecnologia em Couro e Meio Ambiente no Rio Grande do Sul

Ao completar 50 anos, em maio deste ano, a unidade foi reformada, ganhou novos equipamentos e foi transformada em instituto

O curtume agora está moderno e automatizado, com máquinas que atendem a norma de segurança NR12

As indústrias do setor coureiro agora contam com os serviços especializados do Instituto SENAI de Tecnologia em Couro e Meio Ambiente. Inaugurado na última quinta-feira (26), em Estância Velha, município que faz parte da grande Porto Alegre, o local abrigava, anteriormente, a Escola de Curtimento e Centro Tecnológico do Couro SENAI. Ao completar 50 anos, em maio deste ano, a unidade foi reformada, ganhou novos equipamentos e foi transformada em instituto. 

“Hoje, o Instituto de Estância Velha está sintonizado com a nova realidade mundial: a chamada “indústria 4.0”, que se caracteriza pelo aumento da produtividade explorando as ferramentas criadas na era digital, principalmente a internet, conectando, além de pessoas e empresas, as próprias máquinas”, disse o presidente do Sistema FIERGS (Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul), Heitor José Müller, na cerimônia de inauguração.

O investimento resultou em um curtume moderno e automatizado (espaço no qual o couro cru é processado), com máquinas que atendem a norma de segurança NR12. O Instituto inicia suas atividades com quatro novos laboratórios, sendo dois de química, um de classificação de resíduos sólidos e um de ecotoxicidade. Além disso, a infraestrutura da Central Analítica foi modernizada e o Laboratório de Pesquisa, que possui seis fulões (equipamentos) exclusivos para o desenvolvimento de trabalhos de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a indústria do couro, foi ampliado. Além da nova Estação de Tratamento de Efluentes, o IST teve seu serviço de consultoria ampliado com a incorporação do Centro Nacional de Tecnologias Limpas na área de meio ambiente. 

“A inauguração do Instituto mostra a preocupação do SENAI com as novas tendências mundiais tanto no desenvolvimento do setor, quanto na preparação de profissionais cada vez mais conscientes”, afirmou o diretor regional do SENAI-RS, Carlos Trein. “Com a ampliação do escopo de serviços laboratoriais, oferecemos soluções integradas em tecnologia, gestão e meio ambiente”, lembrou. O presidente do Conselho Consultivo do IST de Couro e Meio Ambiente, Francisco Alziro Gomes, ressaltou que o instituto “traz no seu bojo o que os primeiros fundadores queriam: tornar o setor do couro forte e contribuir para o desenvolvimento do Estado e do país”, destacou.

LEIA TAMBÉM

Relacionadas

Leia mais

Instituto SENAI do Couro e Meio Ambiente lança livro de 50 anos
Santa Catarina inaugura novos Institutos SENAI de Inovação com tecnologias de ponta

Comentários

Piggy Gold Mapa do site